Repercussão cultural dos Transgênicos

   Para os leitores mais assíduos do nosso blog, já ficou claro que as postagens semanais estão buscando trazer conhecimento sobre temas polêmicos ou pouco discutidos. O referente a esta semana se enquadra em uma, se não em ambas as categorias.

   Toda, ou pelo menos a grande maioria da população, já ouviu falar sobre transgênicos; se não tem conhecimento, ao menos já utilizou algum produto que derive de um transgênico. Para aqueles que não sabem muito sobre o assunto e queiram ter um pouco mais de conhecimento sugiro que leiam nossa postagem no qual analisamos os Conteúdos virtuais sobre Transgênicos.

   Antes de iniciarmos nossa análise de produções culturais que envolvem este tema, queremos esclarecer uma figura muito relevante para os consumidores.

   Para aqueles que não sabem, o símbolo acima deve constar em produtos que apresentem em sua composição mais de 1% de organismos geneticamente modificados (OGM), sendo extremamente comuns em rações de animais e até biscoitos recheados. No ano passado, uma lei visava retirar a obrigatoriedade das empresas em apresentarem em suas embalagens tal símbolo, entretanto a proposta foi rejeitada pela Comissão de Ciências, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática.

   Como comentamos no post anterior, este será o primeiro a apresentar a letra de uma música como um método de ensino. No início da música é afirmado que os transgênicos trouxeram a ideia de que a fome no mundo iria acabar; tal conceito é correto, entretanto é preciso enfatizar os transgênicos que tal como a Revolução Verde, que trouxe as máquinas para as lavouras, além dos pesticidas, tinham o mesmo objetivo – maior produção de alimento para diminuir a fome no planeta.

    Temos que salientar, que foi graças a Revolução Verde e aos transgênicos que o número de hectares usados atualmente para a agricultura passou a produzir maior quantidade de alimentos, já que houve controle de pragas e correção do solo.

   Outro trecho da música apresenta o perigo da dispersão de alimentos geneticamente modificados para o meio ambiente. Este ponto também é real, já que o vento, a chuva, e animais polinizadores ou dispersores de semente podem acabar levando estas plantas para outras regiões o que acabaria prejudicando a fauna nativa. Um estudo no México mostrou que milhos orgânicos plantados já possuem o DNA transgênico. (ALVES)

    Para finalizar a análise referente a música, vale dizer que a palavra Monsanto muito presente na canção se refere a uma das maiores empresas de genética e biotecnologia voltadas para a agricultora, produtora de 70% a 100% das vendas de sementes modificadas geneticamente ao redor do mundo, o que acarreta no domínio da empresa sobre o mercado de sementes – um dos pontos negativos mais discutidos acerca dos transgênicos.

Imagem1
Cena da série Os Simpsons (The Simpsons) sobre alimentos transgênicos

  A empresa Monsanto, devido a sua fama, foi referenciada no episódio 13 da 25ª temporada da série Os SimpsonsNo episódio em questão, Lisa descobre que os alimentos servidos no refeitório de sua escola são transgênicos e resolve alertar a todos sobre sua descoberta.

   Durante sua pesquisa, a jovem garota descobre que mais da metade dos vegetais vendidos nos EUA são transgênicos. Tal dado pode ser considerado real se levarmos em conta que no Brasil é o segundo país que mais cultiva transgênicos apenas atrás dos Estados Unidos – dados do ano de 2014. O Brasil naquele ano cultivou 40,3 milhões de hectares de soja, milho e algodão transgênicos, enquanto o país líder desta lista, 70,2 milhões de hectares.

   Outro ponto que merece destaque no desenho é o conceito simplista de como é criado um organismo transgênico. Segundo o desenho, bastaria misturar via liquidificador os vegetais desejados que já se obteria um organismo com genética diferente. O método correto de criação de transgênico necessita de anos de estudo sobre o genoma dos organismos envolvidos, métodos de introdução do material genético de uma espécie em outra e análises sobre os resultados obtidos. Podemos compreender isto melhor na imagem publicada no post Conteúdos virtuais sobre Transgênicos.

   Entretanto o uso contínuo de transgênicos não irá causar no ser humano o ganho de super-poderes como demonstrado na série. Este ponto é outro muito debatido entre os grupos contra e pró o uso deste tipo de vegetais. Estudos atuais não garantem o que estas modificações genéticas nas sementes podem acarretar na saúde humana, entretanto especialistas debatem que o uso de transgênicos por já ter mais de uma década nos Estados Unidos, caso causassem malefícios para saúde, estes já teriam aparecido. 

   Se por um lado a existência de vegetais transgênicos parece incomodar, o uso de animais parece não causar a mesma polêmica. Um dos vários exemplos deste uso é o noticiado pela mídia no qual houve a soltura de Aedes aegypti machos para combater a proliferação do mesmo e assim, reduzir os casos de dengue na cidade de Piracicaba, SP. A notícia veiculada em janeiro deste ano, mostrou que houve uma redução em 82% das larvas em determinado bairro da cidade, a ponto do projeto ser prolongado.

  Esperamos que a partir das postagens desta semana você tenha compreendido melhor o assunto e agora possa emitir sua opinião com maior embasamento. Afinal, o que você acha do uso de plantas e animais transgênicos?

   Por João Pedro Broday

Fonte

BRAGON, R.CÂMARA APROVA PROJETO QUE ACABA COM SÍMBOLO DE TRANSGÊNICO EM RÓTULO. Disponível em < http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/04/1622470-camara-aprova-projeto-que-acaba-com-simbolo-de-transgenico-em-rotulos.shtml > Acesso em 7 jun. 2016.

PADILHA, P. Z. COMISSÃO DO SENADO MANTÉM SÍMBOLO “T” PARA INDICAR PRODUTOS TRANSGÊNICOS. Disponível em < http://www.terrasemmales.com.br/comissao-do-senado-mantem-simbolo-t-para-indicar-produtos-transgenicos/ > Acesso em 7 jun. 2016.

WIKIPEDIA. MONSANTO (EMPRESA). Disponível em < https://pt.wikipedia.org/wiki/Monsanto_(empresa) > Acesso em 7 jun. 2016.

G1. BRASIL É O 2º PAÍS QUE MAIS CULTIVA TRANSGÊNICOS, DIZ RELATÓRIO.  Disponível em < http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2014/02/brasil-e-o-2-pais-que-mais-cultiva-transgenicos-diz-estudo.html > Acesso em 7 jun. 2016.

G1. MOSQUITO TRANSGÊNICO REDUZIU POPULAÇÃO DE Aedes EM TESTE EM SP. Disponível em < http://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2016/01/mosquito-alterado-reduziu-populacao-de-aedes-em-teste-em-sp.html > Acesso em 7 jun. 2016.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s